Notícias

Compartilhe esta Notícia

Dengue: causas, sintomas, tratamento e prevenção

A prevenção é a única arma contra a doença.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

 

O transmissor (vetor) da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. O período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos de cada região, mas é importante manter a higiene e evitar água parada todos os dias, porque os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano até encontrar as melhores condições para se desenvolver.

 

Quais são os sintomas da dengue?

    Febre alta > 38.5ºC.
    Dores musculares intensas.
    Dor ao movimentar os olhos.
    Mal estar.
    Falta de apetite.
    Dor de cabeça.
    Manchas vermelhas no corpo.

 

 São sinais de alarme da dengue os seguintes sintomas:

    Dor abdominal intensa e contínua, ou dor à palpação do abdome.
    Vômitos persistentes.
    Acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, derrame pericárdico).
    Sangramento de mucosa ou outra hemorragia.
    Aumento progressivo do hematócrito.
    Queda abrupta das plaquetas.

 

Como é feito o tratamento da dengue?

    fazer repouso;
    ingerir bastante líquido (água);
    não tomar medicamentos por conta própria;
    a hidratação pode ser por via oral (ingestação de líquidos pela boca) ou por via intravenosa (com uso de soro, por exemplo);
    o tratamento é feito de forma sintomática, sempre de acordo com avaliação do profissional de saúde, conforme cada caso.