Notícias

Compartilhe esta Notícia

Dezembro Laranja - combate ao câncer de pele.

Foto -

 

O câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Apresenta altos percentuais de cura, se for detectado e tratado precocemente. Entre os tumores de pele, é o mais frequente e de menor mortalidade, porém, se não tratado adequadamente pode deixar mutilações bastante expressivas.

 

Mais comum em pessoas com mais de 40 anos, o câncer de pele é raro em crianças e negros, com exceção daqueles já portadores de doenças cutâneas. Porém, com a constante exposição de jovens aos raios solares, a média de idade dos pacientes vem diminuindo. 

 

Para manter sua pele saudável e protegida, é essencial usar protetor solar diariamente, mesmo nos dias mais nublados e chuvosos, de acordo com as orientações da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

 

Aliar o protetor solar com outros acessórios é uma excelente forma de prevenção. Roupas (principalmente as com FPU – fator de proteção ultravioleta), óculos, chapéu ou boné ajudam a reduzir ainda mais os efeitos nocivos da exposição excessiva ao sol.

 

Como a incidência dos raios ultravioletas está cada vez mais agressiva é preciso evitar a exposição (principalmente sem proteção) entre os horários de maior incidência solar, ou seja, entre 10hs e 16hs.


Fique sempre atento a sua pele e aos sinais que aparecem, já que o câncer de pele pode parecer bastante com uma pinta, alergias e outras alterações comuns. Se houver qualquer suspeita ou sinal de alteração, é essencial visitar seu dermatologista.

 

Causas


Exposição solar contínua e cumulativa:
- É a causa principal e mais frequente. Por isso é tão importante a proteção desde a infância e adolescência. A radiação provoca um defeito no DNA da célula.


Fenótipo: Pessoas de pele e olhos claros têm maior probabilidade de ter câncer de pele. Mas pessoas de pele morena e negra não devem se descuidar, já que também desenvolvem tumores malignos na pele;


Bronzeamento artificial;
Alteração genética;
História familiar de câncer (de pele ou não);
Histórico pessoal de câncer;
Ter mais de 50 sinais na pele;
Tabagismo;
Excesso de consumo de álcool;
HPV;
Contato com substâncias químicas como petrolatos, alquitrã e arsênico.

 

Fonte: INCA e SBD

Este site usa cookies para fornecer a melhor experiência de navegação para você. Para saber mais, basta visitar nossa Política de Privacidade.
Termo de Uso.
Aceitar cookies Rejeitar cookies
DPO/Encarregado de Dados: Augusto Messeder - SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA
Contato: privacidade@hospitalprimavera.com.br
Obs. Esse e-mail tem a finalidade de receber informações, solicitações ou reclamações relacionadas ao Tratamento de Dados Pessoais feito pela Rede Primavera. Para envio de currículos e solicitação de vagas devem usar o link Trabalhe Conosco disponível no site.