Notícias

Compartilhe esta Notícia

Maio Roxo conscientiza população sobre Doenças Infamatórias Intestinais

Foto -

O Maio Roxo é um mês dedicado a várias doenças inflamatórias, entre elas o lúpus eritematoso sistêmico (LES) e as doenças inflamatórias intestinais (DIIs). Essas doenças, consideradas crônicas, têm uma alta capacidade de progressão para perda de mobilidade e desenvolvimento de deficiências quando não diagnosticadas precocemente e tratadas no tempo certo. Por isso, mundialmente, o Maio Roxo busca conscientizar a população sobre essas enfermidades. É fundamental que as pessoas conheçam os sintomas para que possam identificar de forma rápida as doenças e tenham uma melhor qualidade de vida.

 

As doenças inflamatórias intestinais, muitas vezes silenciosas, podem ser leves, moderadas ou evoluir para casos severos, levando inclusive à morte.

 

Os sintomas mais comuns das doenças inflamatórias intestinais são: dor abdominal, diarreia, perda de peso e sangramento retal. Embora as DIIs sejam crônicas, ou seja, não têm cura, atualmente existem tratamentos eficazes que permitem que os pacientes portadores das doenças intestinais tenham uma vida com qualidade e produtiva.

 

Conforme dados da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), o Brasil tem registrado aumento significativo no número de casos nos últimos anos. Mundialmente, estima-se que a prevalência de doenças inflamatórias intestinais gire em torno de 316 para cada 100.000 habitantes.

 

Exames complementares não invasivos, como a calprotectina, com diretriz de utilização aplicada ao diagnóstico e ao monitoramento, beneficiam o paciente e aumentam o engajamento e o controle da doença. De acordo com Adriano, é indicada ainda a colonoscopia, considerada padrão ouro para o diagnóstico, que avalia a gravidade, extensão e distribuição da doença, junto ao exame histopatológico, que permite a diferenciação entre a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa. “Porém, estes são exames invasivos, que trazem grande desconforto ao paciente e não podem ser utilizados de forma frequente como marcadores da inflamação”, pontua Basques.

Doenças intestinais mais comuns – Os dois tipos mais conhecidos de doença inflamatória intestinal são a Síndrome de Crohn e a Retocolite Ulcerativa (Colite Ulcerativa). Embora tenham sintomas similares, são enfermidades distintas. De acordo com a Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn, a primeira afeta todo o trato digestivo (desde a boca até o ânus), sendo mais prevalente no intestino delegado, colón e região perianal. Habitualmente, provoca diarreia, cólica abdominal e sangramento retal, podendo ocorrer perda de apetite e de peso.

 

Já a Colite Ulcerativa é uma doença inflamatória do cólon, intestino grosso, que se caracteriza por inflamação e ulceração da camada mais superficial do colón. Os sintomas mais comuns incluem também diarreia, muito frequente com sangramento retal, e, às vezes, dor abdominal. Vale ressaltar ainda, conforme a ABCD, que as doenças podem trazer outras manifestações, além do intestino, como inflamação nos olhos, artrite, tromboses, hepatites e feridas na pele, entre outras.

 

Tratamentos – Dependendo da gravidade e da localização da doença, após avaliação médica, existem diversas opções de tratamento. É essencial, no entanto, que o tratamento seja prescrito pelo médico, que vai avaliar caso a caso e indicar a medicamentação mais apropriada.

 

Para ter uma vida com qualidade, é indicada ainda uma dieta balanceada, orientada por uma equipe de médicos e nutricionistas. Bons hábitos alimentares, conforme os estágios das doenças, ajudam a prevenir o agravamento dos casos ou a remissão em pacientes já controlados.

Este site usa cookies para fornecer a melhor experiência de navegação para você. Para saber mais, basta visitar nossa Política de Privacidade.
Termo de Uso.
Aceitar cookies Rejeitar cookies
DPO/Encarregado de Dados: Augusto Messeder - SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA
Contato: privacidade@hospitalprimavera.com.br
Obs. Esse e-mail tem a finalidade de receber informações, solicitações ou reclamações relacionadas ao Tratamento de Dados Pessoais feito pela Rede Primavera. Para envio de currículos e solicitação de vagas devem usar o link Trabalhe Conosco disponível no site.